16.90€ 14.85 
Titulo O Lugre
Autores Bernardo Santareno, Ana Paula Medeiros (Introdução), Álvaro Garrido (Introdução)
Género
Teatro
Proposto por
Álvaro Garrido
Editor
Hugo Xavier
Formato
13x20cm
N.º Páginas
192
Data
Setembro de 2019
ISBN
978-989-8872-31-9
Notas
Baseado nas experiências de Santareno como médico na frota bacalhoeira portuguesa na Terra Nova.
Uma das mais importantes e marcantes peças de teatro do século XX. Era considerada pelo actor Nicolau Breyner como a melhor peça de teatro do século.

«O lugre» constitui-se como um épico que narra o gigantismo dos feitos dos pescadores portugueses nos mares do norte. O confronto entre o homem e a natureza em plena força realça os valores humanos.

A peça baseou-se nas experiências do autor e nas histórias que lhe foram contadas pelos marinheiros com quem se cruzou. Bernardo Santareno criou um dos mais punjentes e poderosos textos da literatura portuguesa traçando nos diálogos e na acçáo a vida dura de quem era obrigado a arriscar tudo para subsistir.

A peça foi levada dezenas de vezes ao palco em Portugal e no estrangeiro e foi também adaptada para teatro televisivo estando a ser rodadas uma série e um filme inspirados na obra.
Bernardo Santareno (1920 — 1980) é considerado o maior dramaturgo português do século XX.
Bernardo Santareno, pseudónimo literário de António Martinho do Rosário (Santarém, 19 de Novembro de 1920 — Oeiras, 29 de Agosto de 1980) é considerado o maior dramaturgo português do século XX.

Formado em Medicina psiquiátrica, Bernardo Santareno rapidamente conciliou a sua profissão de médico com a de escritor. Primeiro poeta, autor de três livros e mais tarde, em muito influenciado pelas experiências como médico da frota bacalhoeira portuguesa na Terra Nova e Gronelândia que incluiria no seu único livro de narrativas, «Nos mares do fim do mundo», dedicou-se ao teatro.

Da sua obra teatral destacam-se «A promessa», «O lugre», «O crime da aldeia belha» ou «O judeu»; a primeira foi retirada de cena por pressões da Igreja Católica junto do governo salazarista.

Várias das suas obras foram adaptadas ao cinema e a telefilmes.
Sem informação.
Impresso em papel Snowbright com selo ambiental
Venha construir esta editora connosco