10.00€9.00€
Titulo Com o Amor não se Brinca
Autores Alfred de Musset , Magda Bigotte de Figueiredo (tradutor)
Colecção
Textos de teatro
Género
Teatro
Proposto por
TNDMII
Editor
José Carlos Alfaro
Formato
13 x 20 cm
N.º Páginas
98
ISBN
978-989-8349-06-4
Uma das grandes peças clássicas do teatro francês.
O jovem Perdican regressa ao castelo do pai, acompanhado pelo professor Blazius. No mesmo dia, acompanhada pela senhora Pluche, chega também a sua prima Camille. O Barão, pai de Perdican, engendrou este reencontro: ele está decidido a casar os jovens, que tão ternamente se amam desde o berço. Apesar da insistência de Perdican, o projecto de casamento ameaça fracassar, até porque Camille confessa ao seu primo estar de partida para o convento. Mas Perdican, que acredita num ideal de amor humano, não desiste da sua reputação de amante e acaba por fazer a corte a Rosette, irmã de leite de Camille…
Alfred de Musset,
Escreveu os primeiros versos em 1824, e em 1828 é apresentado a Victor Hugo. Frequentador de um grupo de jovens dândis ricos, entre os quais Alfred Tattet ou Ulrich Guttinger, é forçado pela família a estudar Direito e, algum tempo depois, Medicina. Mas o desejo de se dedicar exclusivamente à literatura é concretizado e, durante dez anos, atravessa um período intenso de criação. Assinou obras como Contes d’Espagne et d’Italie [contos] (1830), A quoi rêvent les jeunes filles [teatro] (1832), Les Caprices de Marianne [comédia] (1833), Fantasio e On ne badine pas avec l’amour [comédia]
(1834), La Confession d’un enfant du siècle [romance] (1836), La Nuit d’octobre [poema] (1837). Aos 28 anos, a sua produção diminuiu; contudo, escreveu ainda vários poemas, alguns contos e comédias. Em 1852, é eleito membro da Academia Francesa e, em 1854, é nomeado bibliotecário do Ministério de Instrução Pública. Morre, em Paris, em 1857. Entre 1861 e 1961, On ne badine pas avec l’amour teve 588 representações na Comédie-Française. Em Portugal, a sua obra foi levada à cena pelo Grupo de Teatro de Letras (1981), pela Companhia de Teatro de Braga (1982, 1987) e pela Companhia de Teatro de Sintra (1997).
Sem informação.
Sem informação
Venha construir esta editora connosco