11.00€9.90€
Titulo Orlando um tratado sobre a dignidade humana
Autor Cláudia Lucas Chéu
Colecção
Textos de teatro
Género
Teatro
Proposto por
TNDMII
Editor
José Carlos Alfaro
Formato
13 x 20 cm
N.º Páginas
80
ISBN
978-989-8349-67-5
Explico-te, então, que aquilo que consideras “normal” é apenas uma questão de número, de estatística, e que não há nada de anormal num casal homossexual.
Rima e é verdade. Da forma mais simples possível, relembro-te que não pode haver nada de errado entre duas pessoas adultas que se amam, sejam ou não do mesmo género. Que amar é amar, e que não se entende como é que alguém pode condenar isso. Concordas comigo e perguntas se podes subir o volume da música que está a dar na rádio. Percebo que a música não é uma evasiva, vejo que não te aquece nem te arrefece este assunto da homossexualidade, talvez a maior preocupação esteja do meu lado.
Cláudia Lucas Chéu (n. 1978) é uma dramaturga, poetisa, actriz e encenadora premiada.
Cláudia Lucas Chéu nasceu em Lisboa em 1978. É cofundadora, juntamente com Albano Jerónimo, da Teatro Nacional21. Frequentou o curso de Línguas e Literaturas Modernas (FCSH) e concluiu o curso de Formação de Atores da Escola Superior de Teatro e Cinema. Estreou-se na encenação no Teatro São Luiz com Poltrona – Monólogo para uma mulher. Encenou Glória ou como Penélope morreu de tédio, no Teatro Nacional D. Maria II, e Europa, Ich Liebe Dich, no Teatro Rápido. É autora dos textos para teatro Glória ou como Penélope morreu de tédio e Poltrona – Monólogo para uma mulher, publicados pelas edições Teatro Nacional D. Maria II e Bicho-do-Mato, e Colapso, pelas edições do Teatro Nacional São João. Publicou ainda a micropeça Circle Jerk, na Núa – Revista de artes escénicas e performativas, e alguns poemas na antologia Meditações sobre o Fim – Os últimos poemas, editada pela Hariemuj. Foi distinguida no Encontro de Novas Dramaturgias Contemporâneas com o texto Mesa 4 e galardoada com um Emmy como uma das argumentistas da telenovela Laços de Sangue. Gosta do pós-dramático, de Filosofia e de bitoques.
Sem informação.
Sem informação
Venha construir esta editora connosco