23.90€ 17.44 
Valor mínimo para apoiar este livro
47
Apoiantes
189
Apoiantes Necessários
Titulo As Mil e Uma Noites - Histórias Apócrifas
Autores Hanna Diab, Antoine Galland, Martim Velho Sotto Mayor (tradutor), Hugo Maia (prefácio)
Género
Conto
Proposto por
Hugo Xavier
Editor
Hugo Xavier
Formato
15,5x23,5 cm
N.º Páginas Estimado
420
Data Estimada
Maio de 2023
Notas
Antoine Galland, o primeiro tradutor europeu de «As Mil e Uma Noites», acrescentou à tradução do manuscrito em sua posse várias histórias.
Muitas destas histórias foram retiradas de outras recolhas árabes de contos e lendas. Nos últimos três volumes dos 12 que a edição original de Galland contemplou, há, contudo, várias narrativas para as quais não existem registos em mais nenhuma fonte antiga de recolha de literatura oral árabe.

Estas histórias apócrifas ou «órfãs», como as designam os especialistas, terão sido contadas a Galland por um mercador sírio que viajara para França com Paul Lucas, o aventureiro e real caçador de tesouros exóticos do rei francês. Ao mercador, Hanna Diab de seu nome, que falava francês, fora prometido que seria o director da colecção de manuscritos árabes da Biblioteca do Rei; contudo, acabou simplesmente por ser apresentado na corte como uma «curiosidade» exótica ao lado de um animal raro capturado na Tunísia.

Sabe-se que Antoine Galland nunca fez propriamente uma tradução do manuscrito árabe em sua posse, mas sim uma adaptação muito livre, que procurou adequar o texto ao gosto e à moralidade da França de então. Acabou por conseguir o seu propósito, tornando o texto um dos mais famosos do imaginário universal. E desse imaginário fazem parte histórias como as de Ali Babá e os Quarenta Ladrões ou Aladino e a Lâmpada Mágica, para as quais não há fontes árabes; pelo contrário: nas versões árabes de As Mil e Uma Noites posteriores à edição de Galland, aparecem pela primeira vez traduzidas muito provavelmente a partir do francês.
Antoine Galland (1646-1715) foi um orientalista, antiquário, coleccionador e tradutor de manuscritos antigos.
Galland ficou conhecido pela sua tradução de As Mil e Uma Noites, que lhe granjeou a imortalidade, ajudando-o também a preservar muitos outros manuscritos raros e antiguidades que, de outra forma, se teriam perdido. A sua tradução é mais uma versão livre dos manuscritos que utilizou, adaptando o texto final ao gosto e à moral do público francês.

Hanna Diab (n. circa 1688 - m. ?) foi um mercador e viajante sírio que acompanhou em diversas viagens Paul Lucas, aventureiro e caçador de tesouros exóticos. Estas viagens culminaram com uma estada em França. Em 1709, Diab encontrou-se com Antoine Galland, que publicara já 7 dos 12 volumes de As Mil e Uma Noites, a quem terá contado várias histórias provavelmente inventadas por si, inspiradas na sua vivência e nas viagens que fez. Em alguns casos, eram também adaptações muito livres de contos e de lendas árabes.
Sem informação.
Capa dura.
Impresso em papel snowbright com certificado ambiental.

Se gostou deste livro também vai gostar de...

Venha construir esta editora connosco