11.90€ 10.71 
Titulo Os Direitos do Homem
Autores H. G. Wells, Pedro Elói Duarte (tradutor)
Colecção
Variações
Género
Ensaio
Proposto por
Hugo Xavier
Editor
Hugo Xavier
Formato
13x20cm
N.º Páginas
156
Data
Março de 2020
ISBN
978-989-8872-44-9
No começo da Segunda Guerra Mundial, o escritor inglês escreveu um pequeno texto que viria a mudar a face do mundo.
H. G. Wells, lembrado hoje sobretudo pelos seus clássicos de ficção científica (A Guerra dos Mundos, A Máquina do Tempo ou O Homem Invisível, entre outros), foi autor de romances contemporâneos de enorme sucesso que lhe valeram o título de "o novo Dickens", bem como de textos sobre divulgação científica mas também de obras sobre ética. Wells foi um acérrimo defensor da igualdade entre os homens e dos valores humanos. Assim, no ano de 1940, período de enorme incerteza sobre o futuro, Wells dá à estampa um pequeno volume intitulado Os Direitos do Homem, fruto da insatisfação com o rumo que o mundo seguia e com as posições do governo britânico relativamente a questões de igualdade numa altura em que o país se via a braços com a guerra mas também com a integração de muitos cidadãos de diferentes etnias e origens provenientes de um império em extinção.

Wells morreria um ano após o fim da guerra e já não foi a tempo de ver o seu pequeno texto ser usado como base para a criação da Declaração Universal dos Direitos do Homem da Organização das Nações Unidas, em 1948.

«As ideias ferozmente progressistas que Wells explanou no seu texto são, ainda hoje, perturbadoras para muitos.» Ali Smith
Herbert George Wells (1866-1946) foi um dos escritores mais influentes do século XX e é considerado, com Verne, o fundador da moderna ficção científica.
Autor prolixo com publicações em áreas tão diferentes como o conto e romance, a história, o jornalismo, o comentário social, os textos de intervenção política, de divulgação científica, os manuais de estratégia militar e muitos outros, Wells foi, no seu tempo, considerado o sucessor de Charles Dickens pelos seus romances e contos de matriz social. Pai da ficção científica moderna juntamente com Jules Verne e Hugo Gernsback, foi, nas palavras de George Bernard Shaw, Prémio Nobel da Literatura, o escritor de língua inglesa mais importante. O escritor revelou-se também um dos defensores mais acérrimos do socialismo, da igualdade e do pacifismo.

Hoje em dia é sobretudo lembrado pelas suas obras de ficção científica, que Wells cruzava com o seu interesse pela sociologia e o estudo da evolução das sociedades. Obras como A Guerra dos Mundos, A Ilha do Dr. Moreau, O Homem Invisível e muitas mais foram adaptadas várias vezes ao grande ecrã.

H. G. Wells foi candidato ao Nobel por quatro vezes, mas nunca ganhou.
Sem informação.
Sem informação
Venha construir esta editora connosco