24.90€ 17.84 
Valor mínimo para apoiar este livro
10
Apoiantes
143
Apoiantes Necessários
Titulo A Vida e Aventuras de Nicholas Nickleby
Autores Charles Dickens, Hablot K. Browne «Phiz» (ilustrador), Mário da Costa Pires (tradutor), Aurora Rodrigues (tradutora), Suzana Ramos (cotejo e tradução de texto em falta)
Colecção
E-primatur
Género
Romance
Proposto por
Hugo Xavier
Editor
Hugo Xavier
Formato
15,5 x 23,5cm
N.º Páginas Estimado
760
Data Estimada
Prazo suspenso. A Comunicar após normalização COVID-19
Notas
O terceiro romance de Dickens baseado em factos verídicos e nas visitas que o Autor fez à escola então dirigida por um dos directores de escola mais cruéis do seu tempo.
O pai de Nicholas Nickleby morre depois de perder todo o seu dinheiro num investimento que correu bastante mal. Nicholas, a mãe e a irmã são obrigados a deixar uma vida tranquila e confortável em Devonshire e a procurar a ajuda do tio, Ralph Nickleby, um homem de negócios áspero e pouco interessado em ajudar parentes pobres, muito menos o jovem Nickleby, que lhe lembra precisamente o seu falecido irmão. Ainda assim, o tio arranja ao jovem um cargo mal pago como assistente do director de uma escola. Recém-chegado ao seu novo posto de trabalho, Nicholas descobre a crueldade tremenda do director e da mulher, que montaram em conjunto um esquema mirabolante para receber dinheiro dos pais que não querem ver os filhos desencaminhados e pagam o que for necessário para garantir uma boa educação sem quaisquer incómodos. Contudo, as condições da escola são terríveis: há tareias e espancamentos, uma péssima alimentação, a violência psicológica é permanente e a qualidade do ensino deixa muito a desejar.

O jovem Nicholas tenta alhear-se desta circunstância, pensando na necessidade de proteger a mãe e a irmã, mas a situação vai piorando cada vez mais e um dia Nicholas Nickleby interfere. A partir daí, uma rede de mentiras e de esquemas passa a envolver a pequena família numa teia difícil de desfazer.

Este foi um dos primeiros romances de Dickens a tocar a questão do ensino no Reino Unido. O escritor baseou-se num caso real tendo visitado a escola dirigida por um dos mais mal-afamados directores da sua época.

Este livro inclui as ilustrações originais de Hablot Knight Browne, mais conhecido por «Phiz».

«Com Nicholas Nickleby, Charles Dickens começou a ficar seguro da tremenda influência que possuía junto do público britânico. O seu objectivo era claro: mudar o mundo para melhor.» J. Hillis Miller
Charles Dickens (1812-1870) é reconhecido hoje como o primeiro escritor de verdadeira projecção global.
Charles Dickens criou algumas das melhores personagens literárias de todos os tempos e foi um dos pioneiros mais importantes na defesa dos direitos da crianças em Inglaterra. O facto de ter sido obrigado a abandonar a escola para trabalhar numa fábrica quando o pai foi preso por dívidas marcou-o profundamente, levando-o a transformar essa realidade no tema principal de algumas das suas obras.

Apesar da falta de instrução formal, foi director do jornal literário mais importante do seu tempo durante cerca de 20 anos, escreveu várias novelas, largas centenas de contos, ensaios e artigos bem como 15 romances. A importância da sua obra alcançou uma grandeza de tal ordem, que muitas das suas personagens são referências incontornáveis – como são os casos de Oliver Twist, Fagin, Ebenezer Scrooge ou a Menina Havisham – mesmo para aqueles que nunca leram os seus livros.
Dickens foi igualmente um orador famoso, muito empenhado nas causas do seu tempo, bem como um grande agitador social que reivindicou, a par dos direitos das crianças, o direito a condições minimamente dignas que a era industrial parecia querer destruir definitivamente.
Sem informação.
Impresso em papel Snowbright com certificado ambiental.
Venha construir esta editora connosco