24.90€ 22.41 
Titulo Teatro I - Obras completas, Vol. I
Autores Bernardo Santareno, Ana Paula Medeiros (introd.)
Género
Teatro
Proposto por
Pedro Bernardo
Editor
Suzana Ramos
Formato
15,5x23,5 cm
N.º Páginas
512
Data
Maio de 2021
ISBN
978-989-8872-69-2
Notas
Excerto
A primeira reunião da obra completa do maior dramaturgo português do século XX e de um dos mais originais escritores da nossa língua.
Edição fundamental de uma obra incontornável da literatura Portuguesa.

Eis o plano de obra:
 
Volume I - Teatro 
 
A Promessa (1957)  
O Bailarino (1957)  
A Excomungada (1957)  
O Lugre (1959)  
O Crime da Aldeia Velha (1959)  
António Marinheiro ou o Édipo de Alfama (1960)


Volume II - Teatro

Os Anjos e o Sangue (1961) 
O Duelo (1961) 
O Pecado de João Agonia (1961) e o Apêndice Irmã Natividade
A Anunciação (1962) 
O Judeu (1966)
O Inferno (1967)


Volume III - Teatro

A Traição do Padre Martinho (1969)
Português, Escritor, Quarenta e Cinco Anos de Idade (1974)
Três Quadro de revista (1974)
Os Marginais e a Revolução - «Restos», «A Confissão», «Monsanto», «Vida em Três Fotografias» (1979) 
O Punho (1987)


Volume IV – Poesia, prosa e dispersos

A Morte na Raiz (1954)
Romances do Mar (1955)
Os Olhos da Víbora (1957)
Nos Mares do Fim do Mundo (1959) 
Dispersos
(o plano de obra para os volumes II, III e IV é ainda passível de alterações)
Bernardo Santareno (1920 — 1980) é considerado o maior dramaturgo português do século XX.
Bernardo Santareno, pseudónimo literário de António Martinho do Rosário (Santarém, 19 de Novembro de 1920 — Oeiras, 29 de Agosto de 1980) é considerado o maior dramaturgo português do século XX.

Formado em Medicina psiquiátrica, Bernardo Santareno rapidamente conciliou a sua profissão de médico com a de escritor. Primeiro poeta, autor de três livros e mais tarde, em muito influenciado pelas experiências como médico da frota bacalhoeira portuguesa na Terra Nova e Gronelândia que incluiria no seu único livro de narrativas, «Nos mares do fim do mundo», dedicou-se ao teatro.

Da sua obra teatral destacam-se «A promessa», «O lugre», «O crime da aldeia belha» ou «O judeu»; a primeira foi retirada de cena por pressões da Igreja Católica junto do governo salazarista.

Várias das suas obras foram adaptadas ao cinema e a telefilmes.
Sem informação.
Miolo impresso em papel Snowbright com certificado ambiental.

Se gostou deste livro também vai gostar de...

Venha construir esta editora connosco