15.90€ 11.78 
Valor mínimo para apoiar este livro
62
Apoiantes
149
Apoiantes Necessários
Titulo O Mercador de Veneza
Autores William Shakespeare, Daniel Jonas (Tradução), Byam Shaw (Ilustração)
Colecção
E-Primatur
Género
Teatro
Proposto por
Leitor Anónimo
Editor
Hugo Xavier
Formato
13x20cm
N.º Páginas Estimado
192
Data Estimada
Julho de 2022
Notas
Um dos grandes clássicos da literatura universal sobre o modo como nos negócios e no amor vale (quase) tudo.
Na grande república mercantil de Veneza, António, o mercador anti-semita, cede aos estranhos contornos de um empréstimo junto do judeu Shylock para ajudar Bassânio, o seu jovem amigo, a conquistar Pórcia, uma herdeira bastante rica. Incapaz de cumprir as condições acordadas, António vê-se obrigado a pagar entregando a Shylock meio quilo escrupulosamente pesado da sua própria carne. Porém, Pórcia trasveste-se de advogado e defende António em tribunal.

O tom ambíguo do texto de Shakespeare permite que o leitor (ou o actor) decida se interpreta o judeu Shylock como vilão ou como vítima; a alternância entre os pontos de vista anti-semitas e os discursos morais, bem como o talento de Pórcia para a defesa legal (travestida de homem), são tudo elementos de uma modernidade extraordinária que faz desta comédia de Shakespeare um dos seus textos mais marcantes, o que justifica o facto de ser uma das peças do bardo mais vezes levada à cena, ao grande ecrã ou às ondas radiofónicas.
William Shakespeare (1564?-1616) é universalmente reconhecido como um dos maiores escritores da história da literatura.
Os poucos factos documentalmente sustentados sobre a vida de Shakespeare são tão isolados entre si, que não permitem perceber com exactidão o seu trajecto de vida.
Sabe-se a data do seu baptismo, mas não a do seu nascimento. No entanto, é certo que teve uma educação clássica, tendo sido também actor, dramaturgo e poeta.
O sucesso que teve nos palcos londrinos nunca mais o deixou e a universalidade dos seus temas e do tratamento que lhes deu tornou-o um dos maiores escritores de todos os tempos. As suas peças foram traduzidas em todas as línguas vivas (e nalgumas línguas mortas) e representadas um incalculável número de vezes.
Deixou, comédias, tragédias, tragicomédias, peças históricas, poemas longos e curtos.
Morreu poucos dias depois de ter escrito o seu testamento no qual se descrevia como estando de perfeita saúde.
***
Byam Shaw (1872-1919) foi um pintor, ilustrador e artista britânico considerado, com Dante Gabriel Rossetti – cujas obras literárias ilustrou –, um dos expoentes maiores da arte pré-rafaelita.
Sem informação.
Impresso em papel snoiwbright com certificado ambiental.

Se gostou deste livro também vai gostar de...

Venha construir esta editora connosco