24.90€ 22.41 
Titulo Contos e Novelas (Toda a Ficção Curta), Vol. II
Autores Camilo Castelo Branco, Hugo Pinto Santos (organizador)
Género
Colectânea
Proposto por
Hugo Xavier
Editor
Hugo Xavier
Formato
15,5x23,5cm
N.º Páginas
800
Data
Outubro de 2020
ISBN
978-989-8872-36-4
Notas
Excerto
Pela primeira vez, toda a ficção curta do grande génio das letras portuguesas.
Este é o segundo de 5 volumes a publicar ao ritmo de um por ano e que compilarão toda a obra ficcional curta de Camilo Castelo Branco, de forma conjunta e uniforme, mantendo uma ordem cronológica de publicação.

Os primeiros três volumes reúnem toda a obra publicada em livro (incluindo miscelâneas): contos, novelas e romances curtos (Camilo designava tudo por «romances»). Os restantes dois volumes compilarão a obra dispersa por publicações periódicas e outras.

Pela primeira vez o leitor contemporâneo poderá ter acesso a uma obra fundamental e eminentemente moderna, que reúne o percurso literário de um génio cujo trabalho tocou todos os estilos vigentes na sua época: gótico, romantismo, ultra-romantismo e realismo. Camilo escreveu igualmente sobre tudo, usando humor, drama e um domínio da língua portuguesa único no panorama das letras lusas.

Escritor prolixo, a sua obra revela até que ponto dominava as escolas e os géneros, o que lhe permitia satirizá-los e subvertê-los, usando-os de igual modo para estabelecer uma forma de comunicação com o leitor, mas subvertendo-os para o deixar entregue a um fio condutor que o arranca das amarras da narrativa tradicional.

Esta é, pois, uma edição histórica, a primeira a juntar de forma cronológica e sistemática a ficção curta de Camilo permitindo, como tal, que o leitor moderno perceba a evolução da sua escrita, do autor e da sua obra, afastando-o do estereótipo de escritor impenetrável, como tantos o rotulam sem conhecimento de causa.
Camilo Castelo Branco (1825-1890) foi um dos mais marcantes escritores portugueses de todos os tempos.
Nascido no seio de uma família de pequena nobreza rural, Camilo fica órfão de mãe com um ano e de pai aos dez. É criado por vários familiares em diversos pontos do país. Ainda adolescente, casa-se e envolve-se noutros relacionamentos amorosos ainda no curso do seu primeiro ano de casamento. Prepara-se para estudar na universidade, publica textos cáusticos de intervenção política e terá participado na Revolta da Maria da Fonte. Foi o começo daquilo que viria a ser a sua vida instável, quer a nível pessoal, quer a nível profissional: inicia um curso de medicina que troca pelo de Direito; escreve e critica; é espancado (por duas vezes, pelo menos); apaixona-se e rapta Ana Plácido (depois de muitas outras relações e paixões); frequenta um seminário e o cárcere (onde conhece o famoso bandido Zé do Telhado). Perto do final da vida, casa-se finalmente com Ana Plácido, mas a saúde e os fracos recursos financeiros minam-lhe a felicidade. Ao saber que está cego e sem hipótese de cura, suicida-se.
Sem informação.
Edição brochada. Impressa em papel Snowbright com certificado ambiental.

Se gostou deste livro também vai gostar de...

Venha construir esta editora connosco